Não tem para onde fugir: a correria do dia-a-dia, os horários, os prazos, as multitarefas que temos que realizar; tudo isso nos leva para o momento em que estamos hoje; dos post-its coloridos no computador, os lembretes no celular, a agenda na nuvem.

O problema é que às vezes a gente se perde no buraco negro do celular e nem lembra mais “o que eu estava procurando mesmo?”…

E como o mercado caminha lado a lado com as tendências do mundo, não é de se espantar a “moda” das papelarias, os diversos tipos de agendas e a necessidade de se planejar estarem tão em alta.

Mas apesar de não parecer, não é de hoje que os Planners existem. Esse modelo de planejamento surgiu nos Estados Unidos pelo o que se tem notícia, e eles existem há mais de dois séculos! Está explicado o fato de o americano se pautar em cima de todo um planejamento de vida. 

George Washington tinha um planner onde mantinha um guia local para os colonos consultarem informações sobre os horários de nascer e pôr do sol, lista de pousadas locais, taxas e preços de postagens (postagens de cartas, não tem nada a ver com posts no instagram), além de previsões meteorológicas e a organização do seu dia-a-dia como os lugares por onde ele andava e as pessoas com quem ele jantava.

America’s first daily planner
REPRODUÇÃO: BOSTON GLOBE/ARQUIVO PESSOAL DE MOLLY MCCARTHY
America’s first daily planner
REPRODUÇÃO: BOSTON GLOBE/ARQUIVO PESSOAL DE MOLLY MCCARTHY

Em 1773, Robert Aitken, um aspirante a editor da Filadélfia da era revolucionária, publicou o que ele alegou ser o primeiro planejador diário da América, oferecendo a seus clientes um layout pré-fabricado não muito diferente dos planejadores de hoje. Pela primeira vez na história, os americanos puderam ver seus dias diante deles e planejar além das previsões genéricas que tinham conhecimento na época. Eventualmente, os planejadores decolaram. Por volta de 1850, em uma América mais movimentada e industrializada, as pessoas começaram a perceber que mapear o futuro seria fundamental para progredir. Popularizado pelos soldados da União que os levaram para a batalha, o planejador diário surgiu na era pós-Guerra Civil como uma base nacional, vendida sob nomes “Diário Padrão” e “Diário Americano”. Foi nessa época que esse tipo de planejador se democratizou e a classe trabalhadora bem como as mulheres, tiveram acesso a esse formato que inicialmente era apenas destinado a homens ricos. Em 1900, o magnata da loja de departamentos John Wanamaker teve uma ideia inovadora: por que não combinar o popular planejador diário com seu próprio catálogo de lojas? Conhecida como o Diário da Wanamaker, a inovação de marketing da Wanamaker ofereceu a seus clientes um diário de luxo acompanhado por anúncios da sua loja.

Agora voltando para o Brasil, viemos de uma cultura que não é acostumada a se planejar. Não somos criados para planejar nossa vida financeira, nossa vida profissional, nossos sonhos e nosso dia-a-dia. Essa falta de planejamento é o que dificulta nossa compreensão na hora de usar um Planner e conseguir traçar nossas metas sozinho.

Já os americanos, vêm de uma cultura onde as crianças aprendem a se planejar desde muito novas, e isso tem muito a ver com o histórico de ser um país que se planeja desde sempre! As famílias se planejam para guardar o fundo de finanças para o filho ir para a faculdade, para que assim ele consiga planejar uma carreira e consequentemente planejar o seu futuro, é por isso que o Planner funciona para eles.

E você, veio de uma cultura que sabe se planejar? Você veio de uma família que tem o costume de se planejar? 

Aqui no Brasil, tanto os Planners importados quanto os nacionais são planejadores iguais agendas, onde você pode preencher com as coisas que quiser escrever ali, mas que normalmente não trazem nenhum conteúdo que explique como fazer um planejamento.

Mas o que você vai escrever ali? Você sabe fazer um planejamento? 

O Planner do Bora Acordar foi criado com o objetivo de ter um conteúdo que ensine as pessoas a se planejarem. Nele você aprenderá na prática, como colocar o seu planejamento no papel e se tornar uma pessoa que consegue visualizar todas as áreas da sua vida.

Além do conteúdo, você terá espaço para anotar o seu dia-a-dia e suas metas. Assim aprenderá a se planejar criando o SEU próprio planejamento. E sem stress, ok? A graça aqui é entender como a auto sabotagem reflete no nosso planejamento e como uma simples reprogramação mental transforma a bagunça do nosso cérebro em organização. Entender a importância disso, torna nosso dia-a-dia mais leve e nosso planejamento mais divertido. Por isso foi criado o Life Planner do Bora Acordar. O Planner que ensina você a se planejar.

FONTE: MCCARTHY, Molly. The daily planner: An American history. 2013. Disponível em: https://www.bostonglobe.com/ideas/2013/06/01/the-daily-planner-american-history/WncDRG5hq7B9m0w3cE5jkM/story.html Acessado em: 18 Nov. 2019.